Brasil apresenta critérios para monitorar ODS


27 Abril 2016

Brasil apresenta critérios para monitorar ODS

Brasil apresenta critérios para monitorar ODS

O Brasil terá como prioridade o combate à pobreza para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Carlos Klink, afirmou nesta terça-feira (26/04), em Brasília, que o país buscará a integração de medidas de conservação, sociais e econômicas. O anúncio ocorreu em reunião sobre o tema promovida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
 
O encontro teve o objetivo de analisar o papel brasileiro e da Organização das Nações Unidas (ONU) na construção dos indicadores de monitoramento dos ODS, considerados os eixos centrais da Agenda 2030, em vigor desde o início do ano. “A redução da pobreza é o primeiro objetivo e, dentro disso, vamos buscar a aproximação com políticas públicas estruturantes nessa área”, afirmou o secretário executivo do MMA.
 
INDICADORES
 
Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são acompanhados de 169 metas e 231 indicadores de dimensões técnicas para avaliação do processo. Pioneiro no processo, o Brasil vai presidir, pelos próximos dois anos, o grupo de peritos de 24 países que participam da definição desses indicadores. “É preciso trabalhar ações ambientais ao lado das questões de pobreza e de subsistência da população”, destacou o chefe da Coordenação-Geral de Desenvolvimento Sustentável do Ministério das Relações Exteriores, Mário Mottin.
 
O engajamento global com a sustentabilidade pode ser visto em ações como o Acordo de Paris, assinado, no dia 22 de abril, por 165 países comprometidos com o estabelecimento de uma economia de baixo carbono. “O compromisso da comunidade internacional com a redução das emissões de gases de efeito estufa é uma sinalização clara de que o mundo está atuando de maneira sinérgica rumo ao desenvolvimento sustentável”, avaliou Klink.
 
FÓRUM GOVERNAMENTAL
 
Os indicadores de avaliação dos ODS também foram apresentados aos integrantes do Fórum Governamental de Responsabilidade Social, em reunião realizada nesta quarta-feira (27/04) pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). “É preciso definir como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável serão traduzidos em objetivos nacionais e subnacionais e como cada instituição brasileira pode contribuir para isso”, afirmou a secretária-substituta de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, Raquel Breda.?
 
 
 
SAIBA MAIS
 
Processo iniciado em 2013, como legado da Conferência Rio+20, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) deverão orientar as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional pelos próximos 15 anos. Após dois anos de negociação em que o Brasil desempenhou papel protagonista, os ODS foram definidos em setembro de 2015 em reunião das Nações Unidas. Entre os temas abordados, estão erradicação da pobreza, saúde, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima e cidades sustentáveis.